Compartilhe no Facebook

Histórias de Sucesso

SUMAIA BECHARA (por email)

  • PDF

Ingressei no Colégio Paulicéia aos 4 anos. Minha primeira professora chamava se Cinthia, ela que me alfabetizou.

O início do Ensino Fundamental II foi cercado de insegurança, muitos professores, muitas disciplinas... Até que conclui o Ensino Médio e chegou o momento tão difícil de escolher a profissão, em 2004 ingressei em Artes Visuais e a Carmen Lydia, sempre muito atenciosa permitiu que eu fizesse o estágio no próprio colégio.

Durante meu período de estágio Carmen sugeriu que eu fizesse Pedagogia e eu acatei. Em 2007, ingressei na faculdade de Pedagogia.

Em 2010, a Prô Emília me ofereceu a oportunidade de fazer uma entrevista nas lojas Riachuelo e eu fui aprovada. Trabalhei no balcão de relógios e me desenvolvi bastante no meu ambiente de trabalho, me tornei até mais ágil.

Em dezembro, também por intermedio do Programa de Inclusão, fui trabalhar no New Dog empresa onde permaneci um ano.

Hoje curso Pós Graduação em alfabetização e letramento (possivelmente, concluirei em setembro).

 

Muito obrigada, Carmen Lydia e todos os colaboradores do Colégio Paulicéia e Projeto Trabalho Integrado.  

 

LUCAS CASEIRO [Módulo 3] E FERNANDA SAMPAIO [formada 3o. Médio Alt] (depoimento da avó por e-mail)

  • PDF
 
Carmen Lydia,
 
Sua mãe veio a esse mundo com o dom de ensinar com a bondade, a fé, a perseverança e de acreditar que todos somos iguais e que o impossível não existe, mas o possível do aprender com o carinho, dedicação e paciência existe.
 
Depois, você chegou, veio sua família maravilhosa, dando oportunidade as nossas crianças e nos fazendo acreditar realmente que todos podem aprender e dar o melhor de si.
 
Agradeço todos os dias e momentos, por um dia eu ter passado nesta Rua Dr. Jesuíno Maciel e visto uma placa " Colegio Paulicéia " e por uma razão que só Deus sabe parei e fui me informar sobre a escola, foi quando eu ganhei o presente mais bonito de minha vida, pois minha filha Fernanda e meu neto Lucas, foram presenteados com o direito de serem tratados com respeito e dignidade.
 
Obrigado por sua mãe ter iniciado essa obra maravilhosa, obrigado por você, sua família e por toda a sua equipe, pois é com vocês que todos os dias não só eu, mas todas os pais, aprendemos com nossos filhos o que eles aprendem com vocês.
 
Um dia, eu falei para você que queria dar o meu depoimento no site da escola.
 
Que Deus abençoe você sua familia, sua equipe, pois voces fazem parte de minha família.
 
"Deus não escolhe os capacitados, Deus capacita os escolhidos!"     
 
Amamos vocês,

beijos  Margarete, Adriane (mãe do Lucas), Thaiz e Fernanda.

GIOVANNA - MÓDULO (depoimento da mãe)

  • PDF

O meu primeiro contato com o Paulicéia foi devido a dificuldade em unir escola e terapeutas, pois parece que as escolas resistem em receber os profissionais e não são abertas às orientações dos terapeutas como um acréscimo ao programama educacional, enxergando o aluno como um todo.

No Paulicéia eu encontrei um grupo multidiscisplinar maravilhoso extremamente receptivo e motivador com programas individuais com contexto bastante abrangente inclusive modificando a visão dos próprios pais em relação as habilidades dos filhos, pois se fala em habilidades e não em dificuldades; incluindo gradativamente estas crianças em projetos maravilhosos e despertando e motivando a cada dia que passa, investindo em profissionais qualificados, num ambiente saudavel, amoroso e tranquilo.

A minha filha teve o diagnóstico de autismo aos 6 anos e estou bastante otimista em reação as terapias desenvolvidas pela escola.

Parabéns à Carmen Lydia, Marina, Fabiana, Ana Claudia, Iezica e toda equipe, pois são uma famila maravilhosa. Eu recomendo o Paulicéia como se fosse a extensão da minha casa que é o desejo de qualquer mãe.


Atenciosamente,
Eny

ÉRIKA SCHUMACHER (depoimento da mãe)

  • PDF
"Sobre a trajetória da Érika, posso afirmar que seu interesse pelo estudo esteve presente desde as primeiras séries do Ensino Fundamental.
 
O ingresso em uma faculdade é muito difícil, se este interesse ocorre apenas no último ano. O mesmo pode-se dizer quanto às atualidades, que caem nos vestibulares. Sempre complementei seu estudo nesse sentido pois, os livros pedagógicos muitas vezes não acompanham "up to date" todos os assuntos. Jornais e revistas trazem o que há de mais atual e o adolescente pode apreciar a matéria de forma mais tranquila do que pela internet.
 
A escolha da profissão também é algo a ser observado desde a infância, ou seja, através de detalhes e interesses do dia-a-dia. É como um sonho que vai amadurecendo.
Foi com perseverança e com fé em Deus que a Érika conseguiu alcançar seus objetivos, que neste sentido colocou-a nas mãos de professores (as) capazes e interessados (as) em oferecer-lhe o máximo aprendizado."
 
                                                                                                                                           Sylvia Schumacher
 
 
 
"Parabenizamos a aluna Érika pelo sucesso obtido no vestibular - Geologia - USP. É gratificante acompanharmos os resultados positivos do trabalho da escola e da dedicação do aluno!"
 
                                                                                                                                           Carmen Lydia (Diretora)
 
 

VINICIUS DO MÓDULO AP (depoimento da mãe por e-mail)

  • PDF
 
É com muito prazer e satisfação que deixo no site do Colégio Paulicéia o meu depoimento.
 
Eu me chamo Sheila, e tenho um filho autista com 4 anos que se chama Vinicius. Posso dizer que a vida de minha família melhorou muito com a ida do Vinicius para o Colégio Paulicéia, pois ele não tinha nenhum meio de comunicação, e com isso a convivência diária estava muito difícil.
 
O Vini estava sempre muito nervoso, pois ele não entendia o que nós falávamos, ele não conhecia o nome de nada que o cercava, não entendia o significado das palavras, mas com a intervenção que o Colégio Paulicéia proporcionou ao Vini (com o método ABA), meu filho com 3 meses de tratamento, começou a melhorar, a se expressar cada dia mais, e a partir daí o mundo começou a fazer sentido para ele.
 
Hoje, ele está muito mais calmo, ele consegue entender o que dizemos e até obedecer algumas ordens, o que antes era impossível. Ele está se socializando melhor e se expressando com atitudes e gestos.
 
Sei que meu filho ainda tem muitas barreiras para superar, mas agradeço muito todos os dias a oportunidade de ver milagres acontecerem: um tchau, um abraço, um sorriso, um olhar...
 
Bem, agradeço primeiramente a Deus, e muito a toda equipe do Colégio Paulicéia e também a Carmem, que com sua grande experiência ajuda estas crianças a construirem estes milagres diários.
 
 
Sheila, mãe do Vinicius.
 
 
Você esta aqui Fatos e Fotos Destaques Histórias de Sucesso